“Há uma solidão neste mundo tão grande que você pode vê-la no movimento lento dos ponteiros de um relógio. Pessoas tão cansadas. Mutiladas. Seja por amor ou por falta de amor. As pessoas simplesmente não são boas uma para as outra. Um em um. Os ricos não são bons para os ricos. Os pobres não são bons para os pobres. Estamos com medo. Nosso sistema educacional nos diz que todos nós podemos ser grandes vencedores. Ele não nos disse sobre os esgotos. Ou os suicídios. Ou o terror de uma pessoa em um só lugar. Sozinha. Intocada.”

Charles Bukowski.  (via s-u-n-t)
“Uma vez me falaram que amar é se jogar de um precipício sem saber se lá embaixo vai ter alguém para segurar a gente. Foi a melhor definição de amor que já ouvi. Eu, que escrevo tanto e leio tanta gente que fala dessas coisas que damos o nome de sentimento, nunca tinha escutado nada tão verdadeiro. Amar é isso mesmo. É se jogar e não saber. É se entregar sem ter certeza. Aos poucos, buscamos a certeza do amor. Porque o amor para ser amor precisa de certezas. A certeza do encontro, a certeza da continuidade, a certeza da presença, a certeza da verdade.”

Clarissa Corrêa. (via s-u-n-t)
Pior do que ciúme é a falta de ciúme. A indiferença é uma doença muito mais grave. Alguém que não está aí para o que faz ou não faz, para onde vai e quando volta. De solidão, chega a do ventre que durou nove meses. Tão cansativa essa mania de ser impessoal no relacionamento, de ser controlado, de procurar terapia para conter a loucura. Loucura é não poder exercer a loucura.”

Fabrício Carpinejar.   (via s-u-n-t)
“Fecha o guarda-chuva, menina
deixa a chuva molhar
deixa ela levar o mundo
deixa a alma refrescar.”

Elisa Bartlett   (via amurear)
“Não se esconda atrás de um falso sorriso. Você tem o direito de não estar bem.”

Paulo Coelho   (via amurear)
“Podem cortar as flores, mas não podem deter a primavera.”

Pablo Neruda.  (via amurear)